Contribua para a Campanha do Agasalho 2009

Campanha do Agasalho 2009

Saturday, June 09, 2018


A Magia que a Nossa Seleção Irradia Pelo Mundo todo!

Quando acordei ouvia-se nas televisões a partida da nossa Seleção de sonho para a Rússia onde vai decorrer o Campeonato Mundial de Futebol.
A Seleção partia para a Rússia.
A Seleção de “todos nós” encanta e delicia. Trocam a bola com suavidade. Talento.
Parecem mágicos. Os “dribles” maravilham. O toque é de sonho. São mágicos “vestidos” de encanto grandioso e perfeito. Nenhuma equipa é tão boa como a “nossa”, tenho a certeza total e absoluta.

Há muito que jogam em todo o lado de forma superior e majestosa de notabilidade e fascínio. Enternecem, tal o virtuosismo e de imenso valor que possuem em si. Tal o talento dos seus exímios jogadores de capacidade e potencialização de deslumbrar e brotar pelo universo desportivo, a lealdade e a franqueza como tratam esta sua “Arte” fabulosa. Que lhes pertence. É, exclusivo deles.

Os passes. Os “dribles”. A troca de bola. É pura magia extraordinária que é deles. Suscita delícia. Suscita maravilha. Comporta grandiosa apetência para a modalidade perante tantos “fãs” distribuídos e apreciadores seus pelo Mundo fora.

E, isso, faz-me feliz e emerso de simpatia e de beleza pelos seus jogadores “intergalácticos” ímpares no Planeta que é nosso e deles.
Felicidades. Somos favoritos.
A vossa humildade tornam-vos sublimes e magistrais de encantar e de estarrecer.
O Objetivo só pode ser um: Campeões do Mundo!
A pura Magia de vós Irradiais Pelo Mundo todo!
Somos os melhores.
António Pena Gil

Friday, June 08, 2018


Peço a Todos Os meus Amigos A Vossa atenção!

Outro dia a minha querida amiga sublime, solidária e lindíssima Colega Mia disse-me o seguinte:
Há uma criança que necessita de auxílio na sua doença através da doação de uma medula óssea para debelar o seu estado de enfermidade.
Para mais pormenores é um favor contactar com ela. É maravilhosa e doce e preocupa-se com o bem-estar de toda Humanidade em que existe também e, anseia com toda a sua dedicação determinada, para que a tranquilidade e saúde se propague e se verifique em toda a gente. Se verifique em todas as pessoas.
Por certo, entenderão a minha preocupação. A preocupação dela. A preocupação de todos vós.
Vamos mostrar ao Planeta como somos altruístas e humanistas em Portugal. Feitos de encanto e de altruísmo esplendorosos por todos os doentes. Mesmo, aqueles Seres Humanos que foram geniais e, que agora, estão em estado de saúde terminal.
Felicidades e estejam atentos, por favor.
Desejando para eles todo o restabelecimento completo e absoluto.
Ajudem, por favor. São importantes e pertinentes quando se trata de auxiliar os necessitados e internados nos Hospitais de todo o Portugal que tenho no coração, como todos vós. Alguns possuem doenças raras difíceis de apoiar. De solucionar. De controlar ou dissipar, mas temos uma palavra a dizer.
Vamos “combater” no que pudermos. “ Dar uma mãozinha” a todos eles e todas elas Creio, que todos nós, portugueses, temos uma solidariedade que já “nasceu” conosco.
Sempre a respeitá-los imenso.
Bem-Haja, maravilhosa amiga Mia.

António Pena Gil

Gosto muito de todo vós.
Ao darmos um pouco de nós, sairemos como vencedores e eleitos da vida numa entreajuda fantástica e notável.
E, somos capazes desse gesto e dessa atenção maravilhosa e enternecedora. Termos orgulho em Portugal e nos portugueses.
Bem-Haja, amigos de sonho.

O Meu Sossego. O Meu Bem-Estar. A minha Paz!

São 7 horas e vinte e um minutos. As moscas “esconderam-se”. Não provocam mal-estar. “Esvaíram-se”,

O tempo, esse, avança sempre. Chega a percorrer todo o Mundo com veracidade inalterável e imparável. Avassalador de como o faz. A uma velocidade grandiosa.
Apetecia-me agarrar no “Big-Ben” da linda cidade Londrina, que comanda as horas no Planeta e pará-lo. Terminaria com o tempo. O avanço do tempo. Ou o terminar as horas, os minutos e os segundos. Sim! Num “golpe” pleno de determinação e de arrojo.
O imparável brotar das horas dizem-me que existo. Que coordeno tudo o que sinto e penso.
Na minha frente vejo dois cartazes, feitos a preceito, num, diz: “Everithyng is just to be OK. No outro diz:  I Love Coffee.
Penso que, cada vez mais,  me apercebo da minha insignificância.
Nuca refiro ou profiro a ninguém o meu tranquilo e sensível mundo.
Só sei que estou “Cá”. E, isso, faz-me rever os sentimentos que nutro por essas pessoas. Amizade. Partilha. Satisfação. Afeto.
A minha escrita expressa-se em “alavancas” do meu Ser.
Baixam, nos momentos maus. Levantam-se nos momentos alegres.
Vou silenciar O “Big Ben”. Está decidido.
E, hoje, sinto que não vou chegar a nenhum lado com as minhas ideias controversas e distantes da vida. Em expressividade constante. Com detalhes preciosos e precisos.
Apenas, infrinjo o que tenho que infligir. Nada mis.
A janela abriu-se soprando uma brisa suave que me quer bem. Quer o bem à minha pacatez e fortalece-me a minha autoestima e segurança debilitadas no que faço e na construção do meu Ser. Nada mais desejo da vida.

Apenas, desejo O Meu Sossego. O Meu Bem-Estar. A minha Paz!
Nada mais.
António Pena Gil

Obrigado.

Wednesday, June 06, 2018


São somente sonhos. Francos Sinceros. Sérios.

“Assumo” a minha vida no meu “acordar” e no meu entendimento de pureza. Encanto. De maravilhar.
Por serem meus.
“Desventro-me” neles. Surgem intocáveis e plenos de estar neste Mundo controverso e fabuloso.
Gosto deles. Sim! Solidários e de um humanismo inigualável e “gritantes” da magia em que “moro”. Que se adaptam a eles. Que “sugerem” vidas absolutas de mim.
Hei-de concretizá-los, sabem? Custe o que custar.
São meus. Com magia linda e de pureza de fazerem encantar e fascinar.
Os meus sentimentos coordenam este meu sentir
São somente sonhos. Francos Sinceros. Sérios.

Por que não? Adoro-os.
Obrigado.
António Pena Gil

Sonhos Inapagáveis!

Quando sonho mexo e remexo em tudo no meu Ser. Mexo e remexo no meu complexo cérebro que me diz imenso.

A minha Alma sonha. O meu pensamento “plaina” com encanto e ternura na minha vida. A minha mente “comporta” um ser existente que assiste a um novo sentimento de sonhos inacabáveis. Visíveis em mim, sim?
Sim! Só em mim.
A semana começa “embragada” pelo Planeta.
Podiam ser sonhos interplanetários. “Acomodo-me” com incertezas. Com a minha seriedade e veracidade do pensamento que não me larga.

E, são só sonhos. No que sonho.
Que são preciosos no meu pensamento e no meu sentimento.
E, são só Sonhos Inapagáveis!

António Pena Gil
Gosto muito de vós.